domingo, 23 de janeiro de 2011

VAMOS FALAR DE CINTURA PÉLVICA - ANATOMIA

Como  a cintura pélvica é uma região bastante enfatizada e comentada nas nossas aulas de Pilates, deixo nos próximos posts algumas informações aos alunos que gostariam de compreender melhor seus corpos caminhando em direção ao crescimento da consciência corporal. Iniciaremos falando da anatomia desta articulação.   


QUADRIL E CINTURA PÉLVICA
Parte do grupo dos ossos dos membros inferiores e formado pela pelve, a cintura pélvica é uma articulação triaxial estável responsável pela sustentação e estabilização do tronco além de proteção das vísceras. Na pelve  e no tronco se mantém o centro de gravidade das forças.
O osso do quadril é constituído pela fusão de três ossos: o íleo (superior), ísquio (inferior) e púbis (antero-inferior). Anteriormente, os dois ossos do quadril se unem e se articulam na região da sínfise púbica. Já posteriormente, ambos vão se articular com o sacro. Assim, o anel ósseo formado entre o íleo, ísquio e pubis, além do sacro e cóccix (este parte da coluna vertebral) compõem a pelve.
Há quatro classificações de abertura superior da pelve humana:
Ginecóide: comum entre as mulheres, é arredondada, favorável ao parto.
Andróide: comum entre os homens, tem forma de coração.  
Antropóide: forma oval, estreita, alongada
Platipelóide: forma achatada

Embora haja características da forma andróide e ginecóide, poucas pelves são tipicamente masculinas ou femininas. Na mulher, geralmente os ossos são mais finos e leves; a cavidade é menos afunilada e os relevos musculares não são proeminentes. Aida, as distâncias entre as espinhas e os tubérculos esquiáticos são maiores, a incisura isquiática é maior e mais larga, além de apresentar a superfície do sacro para a articulação com o ílio e a L5 menores. Já no homem, as espinhas são mais robustas do que a da mulher e projetam-se mais para dentro da cavidade pélvica. A abertura superior também é váriável.
Na pelve fetal, ainda que algumas diferenças sexuais sejam observadas, não ha grandes diferenças. A pelve do recém nascido, de ambos os sexos, tem a abertura superior na forma ovoidal, e seu longo eixo é anteroposterior. Na infância, as medidas da estrutura pélvica total são maiores nos meninos. A estrutura interna, sobretudo a abertura superior da pelve, tendem a ser maiores nas meninas.
Maiores diferenças sexuais vão ocorrer na puberdade.   
Nos seres humanos, a pelve contém os principais componentes abdominais - terminais dos ureteres, bexiga, órgãos genitais, pelvicos, reto, vasos sanguíneos, vasos linfáticos e nervos. Ainda nas mulheres, ovários e útero. A pelve das mulheres se apresentam mais largas do que a dos homens, para acomodar o feto na gestação.

A região do acetábulo fica na fossa semilunar do quadril, onde se articula com a cabeça do femur.



ÍLIO
É divisível em duas partes: corpo e asa (superior). A separação se indica por uma linha curvada (linha arqueada) na superfície interna, e na superfísie externa pelo acetábulo. 
Principais acidentes ósseos: 
- Espinha ilíaca póstero-superior
- Espinha ilíaca póstero-inferior
- Espinha ilíaca antero-superior
Espinha ilíaca antero-inferior
- Crista ilíaca
- Face glútea (externa) 
- Linha glútea anterior
- Linha glútea inferior
- Linha glútea posterior
- Fossa ilíaca
- Fossa auricular

ÍSQUIO
Constitui a zona inferior da pelve que apoia o corpo quando na posição sentada. É formado pelo corpo do ísquio e ramo ísquio-púbico (ramo inferior púbico), os quais ligam o íleo e o púbis; além da tuberosidade do ísquio, onde se inserem músculos responsáveis pela extensão dos membros inferiores.
Principais acidentes ósseos:
- Túber isquiático
- Incisura isquiática menor
- Espinha isquiática
- Incisura isquiática maior
- Corpo e ramo

PÚBIS
Forma o terço inferior e anterior do ilíaco. É formado por um corpo e dois ramos.
Principais acidentes ósseos:
-Crista obturatória
- Tubérculo púbico
- Ramo inferior do púbis
- Ramo superior do púbis
- Face sinfisal
- Iminêcia Íleopúbica
- Púbis(linha) pectíneo
- tubérculo púbico

5 comentários:

  1. Pessoal, estava relendo este post, e percebi que não havia falado sobre a difertença da pelve entre os sexos. Então, acabei de acrescentar neste mesmo post algumas informações básicas sobre o assunto além de características da pelve infantil.

    Desculpe a falha!!!!

    ResponderExcluir
  2. está Otímo Parabens

    ResponderExcluir